As Taças de som, chamadas também as Taças Tibetanas ou Tigelas Tibetanas, tem origem na Ásia, sobretudo no Japão, China ,Tailândia e região dos Himalaias. É de supor que existem taças de som desde que o Homem começou a trabalhar o metal ( aprox. a partir de 4000 a.C ) 

As taças de som Peter Hess são fabricadas a partir de Bronze de alta qualidade que é enriquecido, pelo método tradicional, com outros metais. Para a manufatura de uma taça com cerca de 2 quilos são necessárias mais de 30 horas de trabalho, com cinco pessoas a trabalhar simultaneamente no processo de produção.

As Taças de som Peter Hess são utilizadas na terapia de massagem de som, método este criado por Peter Hess.

O efeito terapêutico das Taças de Som Peter Hess tem sido alvo de vários estudos científicos. Estas Taças com 12 metais estão sujeitas a um rigoroso controle de qualidade, por equipas especializadas que trabalham no seu constante melhoramento.

A massagem de som é um método novo ocidental. Peter Hess, tem vindo a desenvolver este método desde 1984 na Alemanha, com base nas suas experiências no Nepal, Índia e Tibete e inspirado no antigo conhecimento sobre o som ( por exemplo,do Ayurveda). Em Portugal são conhecidas como " Taças Tibetanas" e de facto no Tibete também podemos encontrar algumas Taças, mas não são utilizadas na Massagem de Som Peter Hess visto não adquirirem as frequências necessárias e as vibrações adequadas para o trabalho terapêutico com o som. 

Em 2004 a Academia Peter Hess Portugal divulgou as taças com o nome de "Taças Tibetanas" tendo ficado conhecidas como tal. Apesar das taças de som Peter Hess não serem originárias do Tibete , utilizamos por vezes o nome " Taças Tibetanas" para chegar mais facilmente ao público em geral.